GP Jornal de Noticias

Decorreu de 4 a 10 de Junho o GP Jornal de noticias, uma prova com alguma tradição no nosso calendário e que já vai na sua 29ª edição, prova esta que foi retomada o ano, passado após largos anos de ausência. Uma prova que no passado tinha competição em todos os escalões e que no meu primeiro ano de ciclista participei nela, tendo sido vencedor o Filipe Cardoso, que actualmente defende as cores do Vitória-Feirense!

A prova começou em Monção, com um prólogo de cerca de 7km, onde na minha modesta opinião era demasiado técnico. Acho que este tipo de exercícios deveria ser para o que o ciclista pudesse usufruir na plenitude das “cabras” e da sua potência. Mas infelizmente estão cada vez mais técnicos e isso prejudica os menos tecnicistas! Cedi alguns segundos neste dia, mas nada que não se recuperaria, caso a minha condição fosse melhor! hahaha

No segundo dia, uma etapa com alguma quilometragem e com muita dificuldade nos primeiros kms, com passagem no Gerês… Esperava-se uma grande “batalha”! A fuga deu-se muito prontamente e as dificuldades foram ultrapassadas “à velocidade de cruzeiro”. Ninguém ficou pelo caminho! Depois de anulada a fuga, tivemos uma chegada ao sprint!

Ao terceiro dia acordamos com um dia de inverno, daqueles a sério! Estava alerta laranja, mas nem isso impediu a etapa de ir para a estrada! A ligação de Viana do Castelo a Ovar, vai ser certamente daquelas que jamais irei esquecer! 5h, com chuva, frio e vento quase sempre de cara! A etapa começou muito rápida, com muitos ataques, mas a fuga “certa” teimava em não se dar! Foi só após a passagem pela minha cidade que se deu… e já íamos com 60km!!! Depois a mesma historia do dia de anterior – fuga anulada e chegada ao sprint!

Chegado o dia de duplo sector: pela manhã etapa de apenas 77km e de tarde crono por equipas de 9,6km! Da parte da manhã, chega uma fuga, onde a minha equipa levava o Alex Marque, e quem o conhece, sabe muito bem que nos dava garantias para um excelente lugar na geral! Na parte da tarde, demos o que tínhamos e não tínhamos para o ajudar o melhor que podíamos, mas não fomos além do 3º lugar.

A etapa Valongo-Valongo, também não a esquecerei tão cedo, pois como se diz na gíria, tive um dia de cão! Desde as primeiras pedaladas que vi que não ia nos meus dias. Quando iniciamos a contagem de montanha rapidamente cedi terreno! Mais tarde volto a reentrar novamente no grupo principal, mas quando não é o nosso dia, não é mesmo! A 2km da última montanha do dia volto a descolar! Quanto às nossas aspirações mantinham-se intactas pois o Alex Marque, o Fred e o Alvaro seguiam no grupo principal!

Crono escalada da Nossa Sra. da Assunção ao sexto dia de prova! Correr a cerca de 10km de casa fez com que tivesse todo o apoio do mundo, ou melhor, daqueles que completam o meu mundo… Parti para este crono com o objectivo de tentar manter uma potência boa!

No último dia era o dia do tudo ou nada! Não só para nós, mas para todas as outras equipas! Um verdadeiro hino ao ciclismo que o nosso pelotão deu aos adeptos na última etapa da prova. Foram 188km, com 3500mt de desnível percorridos, a uma velocidade de loucos. Fomos para o ataque, estivemos sempre nos principais grupos e a faltar 80km para a meta, juntamente com o Alvaro, Filipe Cardoso, Chuchu Del Pino e Angel Gomez, tentamos tudo mas sem sucesso! Pelo meio ainda tivemos 3m de vantagem máxima, mas levamos um ciclista que se limitava a seguir na roda sem ajudar nada! Eu fui apanhado já na entrada do último km, completamente esgotado, mas foram poucos os que ainda me passaram.

No fim o Marque faz 3º, Fred 10º na geral e Eu subi ao pódio como o mais combativo! Por equipas acabamos em 3º, não foi para isto que corremos, mas foi o que as nossas pernas deixaram!!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.